segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

A Casa Adornada



LUCAS 11:24 a 26.
“24 - Quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares secos, buscando repouso; e, não o achando, diz: Tornarei para minha casa, donde saí. 25 - E, chegando, acha-a varrida e adornada. 26 - Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele, e, entrando, habitam ali; e o último estado desse homem é pior do que o primeiro”.


             Deus concluiu sua obra no sétimo dia. Jesus consumou sua missão no calvário. E quanto a nós? Por que satisfazemo-nos com a vida incompleta?
            Aquele que começou a boa obra é fiel para cumpri-la (Fp 1:6), não é isso que a palavra viva garante? Deus não é o mesmo ontem, hoje e eternamente? (Hb 13:8). A base errada não está em Deus mas em nós.
            Israel é de fato um espelho que reflete a imperfeição do caráter humano. Mesmo operando o Senhor com prodígios, não obteve a cooperação dos escolhidos dentre as nações. Elohim cumpriu o prometido e arrancou com mão forte os hebreus do cativeiro com demonstração de absoluto poder, forte amor e fidelidade. Entretanto as cadeias internas pareciam intransponíveis, os israelitas eram carnais, idólatras, irrepreensíveis, e lerdos para ouvir (Ez 20:5 a 10). E pela suas más escolhas milhares de cadávesres espalharam-se  no ardume do deserto, por trilharem o caminho da rebelião. De milhares que deixaram o Egito apenas dois foram totalmente fiéis. Josué e Calebe acompanhados dos israelitas nascidos durante a peregrinação abraçaram a rica herança.
            O deserto serviu de Seminário teológico, ali o Senhor imputou-lhes leis morais e sociais e os trouxe para perto de Si (intimidade). Durante um ano os israelitas ficaram aos pés do monte Sinai recebendo ensino, para não repetirem os atos abomináveis dos habitantes de canaã que estavam prestes a serem expulsos. Esse tempo é denominado ano teológico pelos estudiosos (¹Stanley Ellisen). A permanencia neste ensino e alinaça com Deus, garantiria-lhes proteção e vida abundante na nova terra.
           Após as quatro décadas  de peregrinação o povo entra na terra da promessa e a conquista do território é cada ano mais promissor.  Mas a resistência de algumas nações locais, impediu a conclusão da tomada da terra prometida, a força rebelde passou a servir aos israelitas em trabalhosos pesados. E como predito tempos antes pelo Senhor, se os antigos povos não fossem retirados, eles seriam como vara para as suas costas e espinhos para os olhos, e assim foi (Nm 33:55). Seculos mais tarde a não conclusão dos antigos povos custou-lhes a paz, a liberdade, as terras e a vida.
            Jesus através da parábola da casa adornada aponta a nós, falhas do ser humano, uma delas é a indisciplina, geralmente abortamos projetos, e estacionamos a vida espiritual. Não basta deixar a casa limpa e perfumada, ela precisa estar cheia de Deus. Para que os pecados antigos não tenham mais lugar no viver. A nossa vida é a casa a qual Jesus mensionou. Quando a casa está suja (dominada pelo pecado), acaba atraindo uma infinitude de infestações, ratos, baratas, aranhas, fungos, que representam as influências externas guiadas pelo maligno e suas ilusões. Ao declarar Jesus como salvador a pessoa torna-se a Sua habitação, templo do Espírito Santo (1 Co 6:19).
            Sem Jesus o homem é hospedeiro de "insetos", é comandado pelos desejos corrompidos da carne, (Mt 15:19), sendo portanto, insensível as coisas espirituais (1 Co 2:14; Ef 2:1 e 2). Com Jesus o homem encontra o sentido da sua existência, é plugado a Deus, e passa a sentir a paz que tanto procurava. Porém esse é apenas o começo, onde a maioria dos cristãos páram no acostamento do caminho espiritual e permanecem inertes.  Como nos dias de Noé e de Sodoma e Gomorra, em que as pessoas viviam despreocupas da realidade de Deus, comiam, bebiam, casavam-se, compravam e vendiam. Assim também está hoje, entretanto essa onda de descansar no meio da guerra não é para o povo de Deus. A hora de comemorar vitória ainda não chegou, o alvo da nossa existência como cristão é assemelhar-se com Jesus, (Ef 4:13), você se parece com Ele? Ou se parece mais com a multidão sem rumo? (Salmo 49:14).
             Deixe o Senhor concluir a boa obra que começou em você, não impeça o mover do Espírito de Deus para um dia você possa dizer: Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé, (2 Tm 4:7).
           

Nota

1 - Stanley Ellisen - Conheça o melhor do Antigo Testamento. (pag. 38).

Um comentário:

  1. A nossa alegria supera nossa tristeza, nosso consolo supera nossa dor, nossa fé supera nossa dúvida, nossa esperança supera nosso desespero, nosso entusiasmo supera nosso desânimo, nosso sucesso supera nosso fracasso, nossa coragem supera nosso medo, nossa força supera nossa fraqueza, nossa perseverança supera nossa inconstância, nossa paz supera nossa guerra, nossa luz supera nossa escuridão, nossa voz supera nosso silêncio, nossa paciência supera nossa impaciência, nosso descanso supera nosso cansaço, nosso conhecimento supera nossa ignorância, nossa sabedoria supera nossa tolice, nossa vitória supera nossa derrota, nossa ação supera nosso tédio, nosso ganho supera nossa perda, nossa resistência supera nossa fragilidade, nosso sorriso supera nosso choro, nossa gratidão supera nossa ingradidão, nossa riqueza supera nossa pobreza, nosso sonho supera nossa realidade... Nosso amor a Deus, ao próximo, à vida, nos faz superar tudo! (Pr. Edilson Ram)Uma semana de vitórias Deus é com tigo creia! TENHO UM BLOG GOSTARIA DE TI CONVIDAR SEGUIR O ENDEREÇO É:http://SNSDEUS.BLOGSPOTFICA COM NOSSO PAPAI já estou te seguindo te encontrei através de uma amiga,post teu comentario vai ser uma benção prs seguidores e visitantes uma semana com muita sorte de benção!!!

    ResponderExcluir